Homem de Ferro


O Homem de Ferro (Iron Man, em inglês) é um personagem de HQ da Marvel Comics. Sua identidade secreta é a do empresário e bilionário Anthony Edward "Tony" Stark. O Homem de Ferro foi criado por Stan Lee em 1963, com projeto de Don Heck nos desenhos, sua primeira publicação foi em Tales of Suspense #39 e foi publicada no Brasil em Heróis da TV #100.

Origem

Como Tony Stark, o Homem de Ferro é um gênio da engenharia de automação. Nunca faltou dinheiro para seus projetos pois herdou a fortuna e os empreendimentos de seu pai aos 21 anos, quando este faleceu em um acidente. Dada a sua juventude, criou para si uma fama de playboy bilionário. Essas características foram inspiradas no milionário americano da vida real, Howard Hughes.

Durante a guerra do Vietnã, o inventor e industrial Tony Stark aproveitou a oportunidade para melhorar o armamento americano, e ampliar sua fortuna. Em sua primeira visita ao Vietnã acabou acidentalmente acionando uma armadilha, Stark sobreviveu a explosão mas estilhaços da bomba atingiram seu coração. Os vietcongues o capturaram e foi levado até o líder Wong Chu. Restavam apenas alguns dias de vida para o americano, e Wong Chu o forçou a criar uma poderosa arma e prometeu que depois ele seria operado dos estilhaços. Tony decidiu obedecer, mas não criou uma arma, e sim algo que o mantivesse vivo e permitisse derrotar o vietcongue. Preso com ele estava outro gênio, o professor Yin Sen. Stark revelou seu plano ao professor, e Yin Sen o ajudou a construir a armadura que o manteria vivo. Inventou um traje especial, um exo-esqueleto superequipado semelhante a uma armadura.

Quando Stark experimentava a armadura, homens de Wong Chu se aproximaram. Para impedir que entrassem na sala e interrompessem o processo que recuperaria o coração de Tony, o velho professor começou a gritar contra a tirania para lhes chamar a atenção. O cientista foi fuzilado. Mas foi o tempo suficiente para que Stark se recuperasse e se acostumasse a usar a estranha e patética armadura cinza que criaram.

O Homem de Ferro enfrentou as tropas e as derrotou, sua armadura resistia aos disparos contra ele. Wong Chu tentou fugir, e o Homem de Ferro incendiou o galpão de munições fazendo com que a explosão o matasse. Wong Chu foi morto e os prisioneiros libertados.

Desde então Stark desenvolveu novas versões de sua armadura, e adotou as cores vermelho e dourado como as padrões da armadura. Com o traje cada vez mais aperfeiçoado, Tony Stark passou a atuar como super-herói, combatendo toda sorte de inimigos dos Estados Unidos.

No começo de suas atuações, e para que ninguém desconfiasse, Stark espalhou o boato de que o Homem de Ferro era seu guarda-costas. Nas aventuras dos anos 70 e 80, era comum heróis, vilões e coadjuvantes do Universo Marvel se referirem ao Homem de Ferro como "o lacaio de armadura". Apenas seu motorista, Harold "Happy" Hogan, e sua secretária, Virginia "Pepper" Potts, sabem da identidade secreta de Stark.

Na versão original Tony Stark colaborava com as forças armadas americanas, desenvolvendo armas e maquinários destinados aos confrontos da Guerra Fria. Seus inimigos frequentes eram os comunistas (russos, asiáticos ou latino americanos), enfrentando como Homem de Ferro rivais tecnológicos como o Dínamo Vermelho (ou Escarlate) e o primeiro Homem de Titânio, ou espiões especiais como a Viúva Negra e o Espião Mestre. Duramente atacado na época da reação à Guerra do Vietnã, amenizou sua postura anticomunista.

A evolução da armadura de ferro

A armadura era baseada na então recente tecnologia dos transístores, que as vezes eram chamados de "transístores miniaturizados". A principal arma era chamada de "raio repulsor", expelido das palmas das mãos da armadura. Logo depois das primeiras histórias, Stan Lee ouviu opinião de alguns empregados da Marvel e resolveu tornar a aparência do herói mais agradável: mudou a cor da armadura para dourado, passando o Homem de Ferro a ser chamado durante algum tempo de O Vingador Dourado.

As constantes inovações tecnológicas levaram o traje a ser sempre modificado em sua aparência. Dos transistores iniciais, ele agora se baseia em chips e nanotecnologia. Várias versões da armadura foram criadas para situações específicas, como uma versão espacial, e outras para fins de espionagem e atuações submarinas sob grande pressão. Houve duas bem específicas: uma gigante, usada para caçar o Hulk; e outra confeccionada especificamente para funcionar com a energia de uma pedra asgardiana.

Em 2005, a armadura do Homem de Ferro já estava em sua 49ª versão, apesar de que muitas das versões anteriores apresentavam apenas pequenas alterações. Em 2008 foi alterada novamente, para que no filme aparecesse reluzente.

Os Vingadores

Geralmente ele atua como herói junto dos Vingadores, sendo que é membro desde a primeira formação da equipe. É um grande amigo do Capitão América. Juntamente com Thor, o Homem-Formiga, a Vespa e Hulk, fundou os Vingadores. A mansão deste super-grupo foi doada por Stark e serviu como base dos super-heróis desde as primeiras histórias. O Homem de Ferro chegou a criar outro grupo de super-heróis, que no Brasil ficou conhecido como Força Tarefa.

Aventuras recentes

Stark foi levado à falência por um rival chamado Obadiah Stane (criador da armadura do Monge de Ferro), que o levou a um colapso emocional e problemas com alcoolismo. Ele teve de abandonar a identidade do Homem de Ferro, transferindo-a para um de seus empregados, o ex-militar James Rhodes. O segundo Homem de Ferro agia sob as instruções de Tony Stark e participou de momentos decisivos da cronologia do universo Marvel (como, por exemplo, as Guerras Secretas). Stark recuperou-se financeiramente criando uma nova companhia, a Circuits Maximus, mas enquanto a reerguia, Rhodes continuou no controle do traje. Com o tempo Rhodes foi se tornando cada vez mais agressivo, beirando a loucura. O motivo disso era o traje estar calibrado para funcionar em conjunto com a mente de Tony Stark. Depois de salvar Rhodes e derrotar Stane, Tony decidiu se dedicar a destruir todos os trajes de combate baseados no seu, por serem perigosos demais. Essa perseguição aos vilões cibernéticos teve uma conclusão trágica quando Stark, ao lado da Viúva Negra e de um novo Dínamo Escarlate - o militar russo Valentin Shatalov - enfrentaram o ensandecido Homem de Titânio original (Boris Bullski).

Indignado com a Rússia, ele fugiu de uma base militar e tentou matar Tony Stark durante uma cerimônia de inauguração de uma fábrica da Stark em solo russo.

Após enfrentar Homem de Ferro, Viúva e Dínamo, o Homem de Titânio fugiu - não sem antes quebrar a perna do Dínamo. Sensibilizado, Stark assumiu a armadura do herói russo e saiu no encalço do perturbado Homem de Titânio. A batalha teve um fim trágico no antigo campo espacial de Baikonur, ex-sede do programa espacial russo. Controlando a armadura a distância, Shatalov acionou o canhão de fusão e, literalmente, arrasou o Homem de Titânio - e, por tabela, metade das instalações. Bullski morreu dentro da armadura que, ironicamente, se tornara seu corpo com o decorrer dos anos, visto que não podia mais se separar dela devido aos procedimentos usados para a montagem da mesma.

A esse choque psicológico, se seguiu outro físico: o uso constante do traje do Homem de Ferro estava destruindo o sistema nervoso de Tony Stark. Enfraquecido e, mais tarde, paraplégico após ser baleado por uma ensandecida ex-amante, Stark não podia mais lutar em pessoa e teve que desenvolver uma versão do traje do Homem de Ferro controlável à distância. Quando essa versão provou não ser suficiente ante uma ameaça em particular, Stark produziu uma nova armadura, mais poderosa que veio a ser chamada de Máquina de Combate. Essa foi mais eficiente contra seus inimigos mas tinha os mesmos efeitos que sua armadura antiga sobre sua saúde. Muito tempo depois, Stark recobrou a mobilidade das pernas após - literalmente - exigir o uso em si mesmo de um revolucionário biochip.

Stark decidiu fingir sua morte enquanto se recuperava. Rhodes, que não foi avisado sobre esse plano, assumiu o comando das Empresas Stark e da Máquina de Combate. Quando Stark reapareceu curado, Rhodes ficou furioso por ele ter enganado a ele e a outros amigos e partiu, levando consigo a Máquina de Combate.

Rhodes passou a atuar esporadicamente usando o traje do Máquina de Combate. A mini-série War Machine lançada em 2004 pelo selo Marvel Max mostrou Rhodes no comando de um esquadrão formado por várias Máquinas de Combate a serviço da S.H.I.E.L.D. Tony Stark, que havia brigado com Rhodes, é mostrado furioso e confuso pelo fato dessa agência governamental ter conseguido acesso à sua tecnologia robótica secreta.

Extremis

A médica Maya Lopes, desenvolveu um vírus que foi injetado no terrorista Mallen. Este vírus garantia superforça, fator de cura bem avançado velocidade, e no caso de Mallen, fogo e raios. Após uma sangrenta batalha, o Homem de Ferro sai muito ferido e é levado para o hospital de Maya, que o convence de que a única forma de sobreviver seria injetando o vírus Extremis nele. Tony Stark aceita receber o vírus, mas como antes ele havia feito alguns 'upgrades' na armadura, fazendo com que a primeira camada da armadura saisse dos orificios de seus ossos. Como ele mesmo diz, "agora Tony Stark é o Homem de Ferro, por dentro e por fora", o vírus beneficiaria a mesma em conjunto com seu corpo. Após a injeção do vírus, ele luta contra Mallen, luta esta que resulta na morte do terrorista.

Guerra Civil

Quando os Novos Guerreiros atacam um grupo de super-vilões em seu programa de TV, um deles se detona e destrói a metade de um bairro de classe média nos Estados Unidos. O medo de seres poderosos faz com que o governo americano crie uma lei obrigando o registro de cidadãos com super poderes. Isso dá início a saga Guerra Civil, que coloca em lados opostos os antes aliados, Capitão América (pela liberdade dos cidadão de seu país) e Homem de Ferro (trabalhando para o governo e apoiando o registro). O fim da saga mostra a suposta vitória do grupo liderado pelo Homem de Ferro, com a subsequente prisão e morte do Capitão América.

Nesta saga da Marvel, se descobre que o Homem de Ferro é um dos Illuminati. Sociedade secreta dos heróis mais poderosos e influentes que determinam, de certa forma, os destinos dos outros entes super-poderosos do planeta. Esse grupo é composto por Homem de Ferro, Reed Richards, Namor, Doutor Estranho, Raio Negro e Charles Xavier (Professor X).

As decisões deste poderoso grupo, de alguma forma, influenciaram nas vidas de todos os super heróis e vilões do Universo Marvel, como o exilio do Hulk para outra galáxia (Saga Planeta Hulk). Mais recentemente, os Illuminati são os personagens e alvos principais da nova saga da Marvel, "Hulk contra o Mundo".

Invasão Secreta e Reinado Sombrio

Apesar de estar à frente da mais poderosa potência militar dos Estados Unidos, o Homem de Ferro e as equipes sob seu comando foram incapazes de evitar a devastação causada pelos skrulls, que se infiltraram entre os Vingadores e, por pouco, não dominaram o planeta. Diante de tal falha, Stark e os demais comandantes foram destituídos da S.H.I.E.L.D., a agência bélica foi desativada e, no seu lugar, foi implantada a M.A.R.T.E.L.O., uma agência comandada pelo Patriota de Ferro. Ele é herói? Não, ele é ninguém mais a não ser Norman Osborn! Ele e a última versão dos Thunderbolts assumiram a identidade heróica de quase todos os Vingadores (clandestinos, devido à Lei de Registro de Super-humanos). Para piorar a situação, o Sentinela (ex-aliado do Homem de Ferro na Guerra Civil) e Ares passam a atuar ao lado dos falsos Vingadores... e o Homem de Ferro passou a ser visto como pária, tanto pelos outros heróis quanto pelos cidadãos sem poderes! Sem falar que seu equipamento apresenta falhas que podem pôr em risco a sua vida, pois, além de não contar mais com a ajuda do vírus Extremis, ele não tem mais acesso ao seu patrimônio tecnológico (confinado na Torre Stark, sede operacional dos Vingadores Sombrios).

Poderes

Tony Stark não possui nenhum poder além de seu grande intelecto, mas seu traje possui vários aspectos tecnológicos. A armadura é a testemunha da genialidade de seu criador. A parte interior é revestida de titânio com ouro, sendo enrijecida por um campo magnético. Geralmente, ela é guardada dentro da sala executiva de Stark, num compartimento secreto. Possui diversos equipamentos (computador de navegação, diversos tipos de sensores, sistemas de iluminação, emissores de pulso eletromagnéticos, sonar, disruptor sônico, compartimentos de reserva de hidrônio), entre muitos outros apetrechos.  A maioria dessas habilidades não estavam presentes no traje original do Homem de Ferro, datado de 1963.

Após a injeção do vírus Extremis, Tony Stark ganhou vários novos poderes: força e velocidade sobre-humana, e com uns dos upgrades que ele fez nele mesmo, agora ele pode se conectar em qualquer rede, incluindo satélites, celulares, etc., ou seja, ele "enxerga" com a mesma precisão de um satélite.

Fonte Wikipédia