Nick Raider

Nick Raider é um detetive do Esquadrão Homicídios de Manhattan, um policial inspirado na figura de Tex Willer: um ranger corpulento, corajoso, um herói incansável, hábil e sortudo o quanto basta.

Assim como Tex Willer, Nick é chamado para resolver casos e situações em que policiais normais fracassam usando investigações, procedimentos e métodos reais, submetidos a regulamentos precisos que limitam a ação. Não há criminoso que seja perigoso o suficiente para lhe escapar, não há caso tão complicado que o faça desistir.

Nick Raider é um quadrinho cinematográfico: ao ler as aventuras nossa impressão é a mesma de estar vendo um filme policial dos anos 70 . A temática básica é a de um drama policial, onde a ação se funde a citações de velhos clássicos americanos e participações de um ou outro personagem ( Hitchcock já foi coadjuvante em uma de suas melhores tramas ) que dá um sabor todo especial a este personagem.

Nick Raider veio a cena nos anos 80 pelas mãos de Cláudio Nizzi , conhecido dos leitores brasileiros como o herdeiro de Gianluigi Bonelli nos textos de Tex . O escritor Nizzi de Nick Raider pode surpreender o leitor de Águia da Noite, pois o seu Nick Raider é fruto de um caos urbano onde o clima " noir" se mescla a mesquinharia do cotidiano envolto em design retrô muito sutil , o "mundo cão" , bordão que nosso herói tanto balbucia , torna-se um mantra que resume o dia a dia de um policial que tem a sua trajetória amparada na figura de policias como Sérpico , ou o detetive interpretado por Michael Douglas em Instinto Selvagem.

Sempre a beira da sociedade e do caos social das metrópoles , Nick Raider parece saído da atmosfera de filmes como Táxi Driver de Scorsese ou Chuva Negra de Ridley Scott . Apesar de serem filmes complexos em suas individualidades , resumem a dose de influência cinematográfica com a qual Cláudio Nizzi imprimiu a o herói.

Como Águia da Noite , Raider também tem o seu "pard": Marvin Brown , um jovem negro parceiro típico de filmes policiais que é a outra face da personalidade de Nick Raider e pelo seu jeito expansivo e extravagante nos faz lembrar de um outro policial das telas , mais especificamente o herói de "Um tira da pesada" . Nick Raider é tudo isso e muito mais , uma das boas surpresas que a Mythos nos traz . Um quadrinho diferente do que se vê por aqui , mas não inédito de todo ( a editora Record publicou dez números da série no começo dos anos 90 ) e que nos traz o prazer das velhas séries policiais cheias de tiros , suspense e clássicas perseguições de automóveis.

Fonte : Texbr.com