Leão Negro

Leão Negro, ou Othan (seu nome verdadeiro), é um personagem de histórias em quadrinhos (banda desenhada), criado por Ofeliano de Almeida e Cynthia Carvalho, que teve suas histórias publicadas no Brasil e em Portugal, entre os anos de 1986 a 1989.

Othan é o seu nome e ele é um Bárbaro mercenário, de temperamento forte, que vive em um mundo um pouco diferente do nosso, em uma época medieval mítica, e nesse mundo a raça dominante não evoluiu dos macacos e sim dos gatos e felinos em geral. Todos os "humanos" são felinos humanóides.

Suas histórias foram publicadas em tirinhas do jornal O Globo de 1987 a 1989 e republicadas atualmente com muito sacrifício de seus criadores.

Ainda hoje o personagem faz sucesso com reedições de suas aventuras clássicas, e a promessa de novas histórias que alimentam seus fãs há mais de 20 anos.

As aventuras do Leão Negro e seu universo de guerreiros felinos surgiram em 1987 no jornal carioca "O Globo", com roteiros de Cynthia Carvalho, talentosa estreante, e desenhos de Ofeliano de Almeida, veterano quadrinista, capista e editor. Uma data marcada não só na memória dos faz de todo o pais, mas também em especializados de autores premiados, tais como literatura em quadrinhos no Brasil de Moacyr Cirne, Álvaro de moura, Otacílio d´Assunção barros e Naumim Aizen ou almanaque de quadrinhos de Carlos Patati e Flávio Braga, entre outros, que registram sua importância: o nascimento de tiras que serviram de modelo para outros quadrinhos profissionais e de qualidade internacional. Em 11 anos de publicação, o Leão Negro consolidou um público fiel com sua irreverência e malícia, humor imprevisível e irresistível atração por múltiplos namoros e batalhas arriscadas, onde, não raro, enfrenta os maiores riscos nas brigas intermináveis de sua família de leões nobres e decadentes, perfil que o coloca entre os anti-heróis mais carismáticos do panorama ficcional juvenil/adulto dos anos 1990. Fora dos jornais, o Leão Negro invadiu as paginas de revistas e álbuns distribuídos no Brasil e no exterior, somando mais de 200 mil exemplares publicados pelas atuantes editoras: Saga, da Escala Editorial; Heavy Metal Brasil, da Opera Graphica; já a editora portuguesa Meribérica distribuiu Leão Negro – O Filhote na Europa, África e Estados Unidos. Atualmente estamos com a editora HQM. Agora as aventuras do felino retornaram na forma de álbuns, em duas frentes: a série Origens e mais outra série inédita, que completa um arco narrativo há muito aguardado pelos fans.

Fonte : Wikipédia