Capitão Mar-vell


O primeiro Capitão Marvel (Captain Marvel em inglês) e mais conhecido no Brasil foi um guerreiro alienígena da raça Kree de nome Mar-vell, que passou a viver na Terra e atuar como super-herói iniciando uma amizade com o antigo parceiro do Hulk, Rick Jones. Rick encontrou braceletes que ao se unirem o transportavam para a Zona negativa, e traziam Mar-vell para a Terra. Quando cessava o perigo, o heroi tocava os braceletes e ambos retornavam ao ponto de partida. Além da Terra, a própria Zona Negativa tinha seus perigos, como o vilão Aniquilador, que certa vez atacou Rick Jones quando este se encontrava ali, no lugar do Capitão Marvel.

O herói alienígena enfim se libertaria da Zona Negativa e ganhou novos poderes cósmicos quando Jim Starlin assumiu as histórias. Nessa época o Capitão Marvel enfrentaria ao lado dos Vingadores o maior vilão espacial da Marvel, surgido após a era Lee/Kirby: o titã Thanos, inicialmente inimigo do Homem de Ferro e que depois voltaria com força total ainda nos anos 70 numa série de histórias super criativas com ambiente inspirado no filme Star Wars e protagonizadas por outro herói reestruturado por Starlin: Adam Warlock.

Jim Starlin retomaria o Capitão Marvel numa Graphic novel intitulada justamente "A morte do Capitão Marvel", na qual o herói kree surpreendentemente sucumbe a um câncer, após longa agonia.

Em 1993 seria lançado o herói Genis-Vell, filho de Mar-vell. Mar-Vell foi "ressucitado" na mega-saga Civil War, a pretexto de que um tipo de buraco foi criado na Zona Negativa, transportando o herói do passado para os tempos atuais.