Maquína de Combate


Quando Stark perdeu sua empresa para Obadiah Stane e caiu no alcoolismo, Rhodes assumiu o papel de Homem de Ferro, ajudando neste ínterim Stark a vencer o alcoolismo. No entanto, ele começou a sentir dores de cabeça quando usava a armadura, e ao longo do tempo, o seu comportamento começou a tornar-se errático e agressivo, inclusive tornando-se violento.

O estado mental maníaco de Rhodes mais tarde foi revelado ser o resultado da utilização da armadura de Stark, cuja interface cerebral foi idealizada para a mente de Stark, deixando qualquer outro usuário desorientado e confuso a longo prazo. Quando Stark estava no caminho para a recuperação, ele ajudou a manter a armadura para Rhodes. Porém, este se tornou cada vez mais paranóico, acreditando que Stark voltou para retomar as armaduras.

Stark, posteriormente, desenhou uma versão mais pesada e armada do "terno" do Homem de Ferro, que tornou-se conhecida como a armadura do Máquina de Combate (War Machine). Rhodes utilizou a Máquina de Combate quando Stark forjou sua própria morte, enquanto se recuperava de uma doença com risco de morte.

Rhodes, no entanto, continuou a usar a Máquina de Combate mesmo depois de descobrir a farsa de Stark, se tornando um herói de carreira solo, até ter sido substituído por um terno alienígena simbiótico, conhecido como o Eidolon Warwear.

Quando Stark morreu durante uma batalha com Kang, o Conquistador, Rhodes regressava à Stark Enterprises (que foi comprada pela Fujikawa Industries) para proteger a herança do seu velho amigo. Para evitar que a tecnologia da armadura fosse utilizada abusivamente, ele usou as habilidades de sua armadura alienígena para apagar todos os vestígios dos projetos de Stark dos sistemas da Fujikawa, mas a armadura foi destruída no processo. Rhodes terminou sua carreira de super-herói e iniciou seu próprio negócio.

Mais tarde, Stark retornou dos mortos, formando uma nova empresa: Stark Solutions, reassumindo a identidade do Homem de Ferro. Rhodes e Stark se reconciliaram e lutaram para deter um novo vilão (também chamado War Machine), que estava vestido com o que parecia uma versão da antiga armadura do Máquina de Combate, incluindo um forte tiro externo, mas que na verdade não se baseia na tecnologia Stark.

Rhodes mais tarde se tornou um dos principais personagens da série The Crew. Nela, sua irmã Jeanette morreu e ele foi declarado falido. Enquanto investiga seu assassinato, ele se torna uma das forças motrizes da equipe.

James Rhodes mais tarde tornou-se o comandante e chefe-instrutor do Esquadrão Sentinela (Sentinel Squad), e um membro-chave do Escritório Nacional de Emergência (O.N.E.). Nessa função, ele veste a armadura derivada da tecnologia Sentinela, pintada no mesmo esquema de cores.

Por algum tempo atuou com Os Vingadores durante as Guerras Secretas (Secret Wars) ainda como Homem de Ferro. Depois como Máquina de Combate juntou-se aos Vingadores da Costa Oeste, grupo extinto mais adiante pelos Vingadores.

Em Vingadores: A Iniciativa, Rhodes mais uma vez torna-se o Máquina de Combate, com um novo naipe de armaduras lembrando Tony Stark, contribuindo para a formação de novos recrutas do programa Iniciativa. Mesmo após tanto tempo, e várias divergências, Stark e Rhodes continuam lutando lado a lado.