Agente Secreto X-9


Secret Agent X-9 é um personagem de histórias em quadrinhos criado por Dashiell Hammett (autor de The Maltese Falcon) e o desenhista Alex Raymond (famoso autor de Flash Gordon). Surgido como tira de jornal em 1934, que foi distribuída pela King Features e permaneceu publicada até 1996. No Brasil o material foi publicado pela Ebal e pela RGE nos anos 40/50, e nos anos 70 pela Editora Saber. 
X-9 era um agente sem nome que trabalhava para uma agência igualmente sem denominação. Nos anos 40 ele passou a ser chamado de "Phil Corrigan" e as tiram foram renomeadas para Secret Agent Corrigan. A agência passou a ser o FBI durante um período em que esse órgão gozou de popularidade. 
Nas aventuras X-9 era uma combinação de agente secreto e detetive particular. Apesar do talento reconhecido de seus criadores, a tira original não fez sucesso e Hammett e Raymond logo cessaram o trabalho. 
A tira foi continuada por Charles Flanders (1937), Robert Storm (1938-1943?), e desenhada por Mel Graff de 1939 até os anos 60. O nome de "Phil Corrigan" foi inspirado em "Phil Cardigan", um dos personagens iniciais de Graff. Como Corrigan, ele se interessou por Linda e Wilda. Esta última se casaria com Phil Corrigan. 
Depois de Graff as tiras foram produzidas por "Bob Lewis" (1960-1966). De 1967 até 1980, ela foi escrita por Archie Goodwin e desenhada por Al Williamson, dupla que também produziu a tira de Star Wars. O último artista foi o veterano George Evans que escreveu e desenhou a série de 1980 até sua aposentadoria em 1996. 
Em 2000/01, o X-9 apareceu como convidado especial na folha dominical de Flash Gordon. 
O Agente Secreto X-9 teve um seriado em 1937 e um filme em 1945; No primeiro seriado do Agente X-9, estrelado por Scott Kolk, o personagem se chamou Agente Dexter (e não Phil Corrigan), conforme apareceu numa frase de uma tira de Janeiro de 1934 (ele dizia "Call me Dexter. It's not my name but it'll do." ou, em tradução livre, "Chame-me de Dexter. Não é o meu nome mas por enquanto serve"). O filme era estrelado por Lloyd Bridges.