Crying Freeman




Crying Freeman é um mangá foi sucesso nos EUA e em diversos países da Europa (especialmente na França). Destinado a um público mais adulto, por haver muitas cenas de sexo e violência, Crying Freeman apresenta roteiros de Kazuo Koike, e desenhos de Ryoichi Ikegami. Esta série foi exibida no Japão de 1989 a 1992. Já em 1995, é produzido um filme para cinema, dirigido por Cristophe Gans. Em 1992, este mangá foi trazido para o Brasil pela Editora Sampa, mas não fez o devido sucesso como nos outros países (talvez por falta de divulgação da própria editora).

História

A história se inicia quando uma bela jovem chamada Emu O' Hara presencia o assassinato de um chefão da Yakuza. Através disso conhece o bonito e poderoso assassino Yo, por quem se sente atraída. Yo recebe ordens para matar Emu. Porém, algo inesperado acontece: assassino e vítima são tomados por uma irresistível atração, que se transforma em uma ardente paixão. Por essa paixão, os dois terão de enfrentar os mais diversos desafios, como a polícia e a máfia inimiga que os persegue.

Principais Personagens

Yo Hinomura

Jovem ceramista japonês que, após um incidente, acaba se envolvendo com a máfia chinesa. Sofre uma lavagem cerebral que, através de uma sugestão hipnótica, o transforma em um assassino conhecido como: Crying Freeman, o assassino que chora após matar suas vítimas.

Emu O' Hara

Uma linda mulher, que ao presenciar um assassinato conhece um sedutor assassino chamado Yo. Emu que nunca conheceu o amor, por ser tímida, acaba se sentindo atraída pelo misterioso assassino. Por essa paixão, Emu tem sua vida virada de cabeça para baixo.