Caçador II - Paul Kirk


Era de Ouro

O primeiro Caçador da DC Comics foi um investigador independente que não usava uniforme chamado Paul Kirk. Ele ajudava a polícia a desvendar crimes durante os anos de 1940. Ele apareceu em Adventure Comics #58-72.

Começando em Adventure Comics #73, Joe Simon e Jack Kirby estabeleceram um novo Caçador, Rick Nelson, grande caçador esportivo que se tornou lutador contra o crime. Apesar de obviamente ser um personagem diferente, o nome de Rick Nelson foi rapidamente mudado para Paul Kirk em Adventure Comics #74 por um editor desconhecido.

Quando a dupla Simon/Kirby deixou a revista após o número 80 (novembro de 1944) eles deixaram alguns roteiros escritos. O Caçador Paul Kirk continuou até o número 92 de Adventure Comics (1944).

Kirk decidira se tornar um lutador contra o crime quando seu amigo inspetor Donovan de Empire City foi assassinado por um supervilão chamado Buzzard. Ele vestiu um uniforme vermelho com uma máscara azul. Não tinha super-poderes mas era um grande atleta e investigador.

Ele capturou facilmente o assassino,e continuou seu trabalho em prol da justiça. Ele foi recrutado pela JSA e integrou o All-Star Squadron durante a segunda guerra mundial. Após o conflito,Paul foi recrutado pela agência secreta O.S.S. e realizou várias missões sujas atrás das linhas inimigas. Paul se enojou com o que teve que fazer,e decidiu voltar a caçar na África. Mas mesmo lá ele não encontrou sentido em sua vida,e distraído,foi pisoteado e morto por um elefante. Porém, o fim de Paul Kirk não seria ali.

Dan Richards e Paul Kirk nunca se encontraram na Era de Ouro dos Quadrinhos americanos, por serem publicados em editoras diferentes. Em histórias recontadas, porém, na continuidade da DC eles se conheceram e concordaram em usar o nome de Caçador. Eles se juntaram a diferentes equipes: Dan Richards se tornou um membro dos Combatentes da Liberdade enquanto Paul Kirk entrou para o Comando Invencível.

Ressurgimento nos anos de 1970

Muitos anos depois, em 1973, os nomes de Caçador e Paul Kirk ressurgiram em uma história de Archie Goodwin e Walt Simonson. Surgiu a ideia de fazer uma história em retrospectiva para a revista Detective Comics . A revista tinha uma história grande do Batman e espaço para uma curta aventura de oito páginas. Pensou-se em criar um herói que contrastasse com o Batman. Se o Batman era sombrio e muito urbano, o outro deveria ser todo colorido e com aventuras no mundo todo. Enquanto o Batman combatia com as mãos mais ou menos limpas, esse novo personagem deveria carregar várias armas. 

O nome de Caçador foi escolhido sem a intenção de relançar o antigo personagem dos anos de 1940. Contudo, Paul Kirk acabou por voltar e se tornar o herói das aventuras em retrospectiva que Goodwin queria.Kirk, de início carregava três armas : uma pistola Mauser C96, uma espada Katara e dois suriquens em forma de estrela. As armas eram parte do uniforme de Kirk.

Paul Kirk havia sido morto por um elefante num safári nos anos de 1940, mas seu corpo fora preservado por criogenia e reviveria através do Conselho, uma sociedade secreta que desejava controlar o mundo. Após esse retorno da morte, Kirk ganhou um fator de cura desenvolvido por um geneticista do Conselho e recebeu grande treinamento do artista marcial Asano Nitobe. 

Em troca, o Conselho queria algo de grande valor. O mundo. Paul foi remodelado para liderar o exército aprimorado do Conselho na conquista da Terra. O exército ainda guardava outra surpresa: Eram todos clones do próprio Paul. Testado pelo líder do Conselho,o Dr. Anatol Mykros,com a incumbência de matar um agente da lei,Paul tentou avisá-lo da ameaça,mas acabou descobrindo que ele também era membro da organização. Paul fugiu dos homens que o refizeram,começando uma jornada mundo afora. Ele retornou à África para encontrar o filho de seu antigo armeiro,Kolu M'Beya,que lhe fez um novo traje de caça e novas armas. O Manhunter retornava ao combate,pronto para caçar o mal uma vez mais. Ele eliminou vários de seus clones pelo mundo,e logo conseguiu aliados: A agente da Interpol Christine St.Clair(Cujo pai era membro do Conselho) e Asano,seu mestre.

Prontos para uma investida final,o grupo ainda teve o reforço do Batman,que investigava a morte de um amigo pessoal de Bruce Wayne,Dan Kingdom. Dan era um renomado artista marcial que recusou um posto no Conselho e foi morto por isso. Uma luta ferrenha no Outback australiano se seguiu,aonde Batman reencontrou Dan Kingdom,que forjou sua morte para se tornar o novo executor do Conselho,Enforcer. Triste por ver o que o amigo se tornou,Batman o derrotou. Enquanto Christine, Asano e Kolu matavam os clones,Paul finalmente confrontou Mykros,que quase o matou com uma rajada de energia radioativa,anulando seu fator de cura. Com suas últimas Forças,Paul detonou uma bomba que destruiu a base da organização. O Caçador derrotou o Conselho, sacrificando sua vida deliberadamente durante a luta (o que não era comum de acontecer com os heróis da época).

Vários dos clones e pelo menos metade da organização morreram naquele dia. Asano e Christine juraram matar todos os clones e caçar o Conselho até o fim dos seus dias. Batman lamentou não ter conseguido salvar um dos homens que o inspirou. Paul Kirk morreu como um verdadeiro herói,e seu legado seria retomado por outros...E outras.

Habilidades e Armas

Um caçador e rastreador notável,Paul Kirk era naturalmente atlético e habilidoso. Após o treinamento com Asano Nitobe, suas habilidades aumentaram exponencialmente,tornando-o uma máquina de matar. Apto a usar qualquer arma,Paul carregava consigo um Katar,Shurikens,Facas de caça e uma Mauser C-96 1921 "Bolo",alterada pra incluir um apoio de braço e disparar munições variadas. Após ser ressucitado pelo Conselho, Paul recebeu um aumento considerável em seus atributos físicos e um fator de cura capaz de salvá-lo de ferimentos

Fonte : Wikipédia