Rapina III - Holly Granger

A família de Holly Granger viajou pelo mundo graças à carreira de sua mãe no Departamento do Estado. Quando criança, Holly teve que escolher entre crescer em Londres ou Connecticut e ela escolheu Londres, porém sua irmã mais velha, Dawn, ficou na América.
Enquanto sua irmã Dawn se tornou uma filha e estudante exemplar, Holly sempre buscava questionar e enfrentar a autoridade dos outros.
A família Granger, exceto Holly, fixou-se em Washington, quando seu pai, um respeitado físico, recebeu uma proposta de trabalho em Arlington, nos Laboratórios S.T.A.R. Porém, quando a mãe de Holly foi tomada como refém na Embaixada Americana por um bando de terroristas, sua irmã Dawn foi abençoada com poderes dos Lordes do Caos e da Ordem, transformando-se na nova Columba.
Parceira de Rapina, Columba se tornou uma conceituada super-heroína. Entretanto, Monarca, um vilão vindo do futuro, aparentemente matou-a e acabou fazendo com que o Rapina se transformasse no Monarca maligno.
Columba, entretanto, não estava realmente morta, foi misticamente protegida por Mordru. Desta forma, ela retornou e desde então passou a procurar por um novo Rapina.
Columba encontrou a nova parceira no próprio ambiente familiar, sua irmã. O Caos e a Ordem abençoaram Holly Granger com os poderes de Rapina e a primeira atuação conjunta das irmãs aconteceu durante os eventos ocorridos no combate entre os Titãs e Dr. Luz. Após os eventos de “Crise Infinita”, elas se juntaram aos Titãs, mas sua permanência no grupo foi curta.
Tempos depois, após ter deixado os Novos Titãs em São Francisco, Victor Stone, o Cyborg, decidiu reconstituir a Ilha Titã em Nova York. Um novo edifício foi construído para abrigar o grupo que Vic aspirava reunir. Desejando criar um time com heróis experientes supervisionando jovens heróis, ele convidou todos os antigos Titãs como Asa Noturna, Donna Troy, Estelar, Mutano, Ravena, Arqueiro Vermelho e Flash para unirem-se a ele, mas todos estavam ocupados cuidando de suas próprias vidas.
Embora Cyborg tenha classificado o novo time como um esquadrão, uma nova equipe foi formado: Anima, Vulcão, Rapina e Columba, Lagoon Boy, Poderoso e Pequena Barda. Contudo, durante uma sessão de treinamento, esses Titãs foram terrivelmente atacados pelos Filhos de Trigon, que planejavam eliminar todos os Titãs para que seu pai pusesse dominar a Terra. Embora não tenha morrido, Rapina foi brutalmente ferida.
Holly era muito temperamental e cabe bem no papel de Rapina. Dawn, por sua vez é mais calma. Como os antigos Rapina e Columba, ambas se completavam e se equilibravam.
Tempos depois, o cosmo se viu assolado pelo terror dos Lanternas Negros. Estes almejavam destruir a luz da vida, justificando que a verdadeira paz estaria na escuridão da morte. Sob a liderança de Nekron, várias pessoas, incluindo heróis e vilões, retornaram como agentes negros, agindo como zumbis que se alimentavam das emoções alheias.
Durante este momento, Hank Hall ressurgiu como Lanterna Negro, enfrentando os Titãs e sua ex-parceira, Columba. Neste ínterim, o Lanterna Negro Hank Hall assassinou Holly, que também se tornou uma Lanterna Negro, mas acabou perecendo finalmente pelo elo que sua irmã, Columba, possui com a Entidade Branca.
Entretanto, Nekron e os Lanternas Negros foram derrotados pelos heróis, principalmente pela Tropa dos Lanternas e Entidade Branca. Nestas circunstâncias, Hank Hall foi ressuscitado como o Rapina, assim como outras onze pessoas. Ao despertar, o herói demonstrou ira por ter sido manipulado, mas como sempre, foi contido pela Columba. A transformação mágica em Rapina concede a Holly aumento na força, resistência, agilidade e inteligência.

Fonte : Torre Titã