Mulher Gato

Mulher Gato (em inglês Catwoman) é o alter ego de Selina Kyle, uma personagem de HQs, inimiga de Batman, que foi criada em 1940 por Bill Finger e Bob Kane, e teve sua primeira aparição na edição número 1 de Batman.
História

Órfã desde menina, Selina Kyle passou algum tempo em um orfanato feminino, do qual eventualmente fugiu. Sua inspiração para se tornar a Mulher-Gato teria se originado ao observar o próprio Batman, personagem com o qual acabou tendo um romance, que não durou. Após anos atuando como ladra em Gotham City e no mundo, Selina resolveu atuar como protetora do Eastside, bairro em que viveu e trabalhou como prostituta após fugir do orfanato. Hoje mãe, Selina tenta passar o "manto" da Mulher-Gato para sua protegida, a jovem Holly, desde os tempos em que primeiro morou no Eastside. Tarefa essa que tem se provado bastante desafiadora devido aos apuros em que a garota tende a se meter.

Origem

A Mulher-Gato surgiu em 1940, na revista Batman, número 1. (O Coringa também fez sua primeira aparição nessa edição). Ela era chamada de The Cat e não possuia um uniforme especial para se caracterizar como o faz atualmente.

Desde as primeiríssimas aventuras da personagem para com o Homem-Morcego, a Mulher-Gato já era uma ladra inescrupulosa da qual Batman sempre se monstrou menos rígido e mais ameno em relação à mesma. Pois sempre após recuperar os pertences roubados pela felina, Batman sempre a deixava escapar.

Bob Kane e Bill Finger trabalharam duro para encontrar o visual e o nome perfeito para a personagem. Com o tempo ela ganhou o nome de Selina Kyle, cuja mesma era dona de diversas lojas de animais que decidiu um dia se tornar uma ladra e, como gostava principalmente e de um modo todo particular de felinos, adquiriu o nome de Mulher-Gato para atuar em Gotham City como criminosa profissional.

Numa história publicada em Batman # 52, de dez-1950/jan-1951, conhecida no Brasil por "A vida secreta da Mulher-Gato" (republicada pela Panini Comics em "Coleção DC 70 Anos" # 6, Outubro de 2008), Selina sofre uma pancada na cabeça e passa a se recordar da sua vida antes de se tornar ladra. Ela conta que era aeromoça e sofreu um acidente de avião, quando então se esqueceu do passado (sofria de amnésia) e se tornou uma ladra. Ela fala também que seu pai era dono de uma loja de animais, onde havia muitos gatos.

No começo, ela se vestia com um vestido de seda e usava um chicote como arma. Assim sendo, a Mulher-Gato tornou-se uma das personagens mais sensuais e populares da história dos quadrinhos, sendo considerada uma das personagens mais importantes e valorizadas no mundo do Homem-Morcego. Sua exuberância e charme, e o "amor-bandido" vivido pela mesma para com o Batman, chamaram uma atenção toda particular para si, adquirindo uma imensidão de fãs por todo o mundo.

Não era considerada precisamente como sendo uma personagem maldosa, mas passava longe também de ser uma personagem do bem. Simplesmente ela era uma mulher aventureira e animada que sentia um prazer imenso em não cumprir a lei e infernizar a vida do Batman.

Havia sempre em suas aparições, uma certa "tensão sexual" entre a Mulher-Gato e o Batman. Onde que por diversas vezes é ressaltada a idéia de que um morcego não passa de um rato voador, e uma gata pode com facilidade caçar tal animal.

Revista própria

A Mulher-Gato com o sucesso de sua personagem nas revistas do Batman, ganhou também uma série própria nos quadrinhos, e essa sua nova versão nessa série era muito mais aventureira e bem humorada. No final dos anos 90 o título rendeu seu 2º Volume, que durou até o número 82 nos EUA.

Crise nas Infinitas Terras

Em Batman Ano Um, Selina é retratada como uma garota-de-programa que decide abandonar o ofício para se tornar a ladra mais sensual, se tornando assim a Mulher-Gato.

Consecutivamente, foi lançado um especial intitulado Mulher-Gato, que reconta a origem da personagem.

Newell utiliza a caracterização de Miller em Batman Ano Um e elabora uma história paralela estrelada por Selina, cuja mesma era prostituta e após ser abusada por um cafetão e ir parar em um hospital, é treinada pelo Pantera que a ensina a lutar e a se defender. Depois disso, ela parte para o mundo do crime como a temível ladra conhecida como Mulher-Gato.

Após Zero Hora, o passado duvidoso da Mulher-Gato como garota-de-programa foi ignorado completamente.