Pular para o conteúdo principal

Lanterna Verde - Kilowog


Bolovax Vik era um dos planetas mais povoados do universo, com seus mais de 16 bilhões de habitantes e sua mente coletiva. Kilowog era um geneticista e uma das mentes mais brilhantes de seu planeta, quando Branwilla, o antigo Lanterna Verde do setor 674 faleceu, ele foi escolhido como seu substituto. Pouco tempo após sucedê-lo, tornou-se um recrutador e instrutor de novos candidatos a Lanternas Verdes. Foi o 1º instrutor de Hal Jordan, antes de Sinestro assumir este encargo.

Durante o evento "Crise nas Infinitas Terras" ele teve todo seu planeta destruído e sua raça exterminada, mas Kilowog conseguiu conservar as energias de vida de todos os 16 bilhões habitantes de seu planeta dentro do seu anel, onde suas consciências poderiam continuar vivendo em paz, eles sobreviveram graças a força de vontade de Kilowog.

Posteriormente, com a ajuda dos demais membros da Tropa, conseguiu encontrar um planeta que, com seus conhecimentos de Genética, converteria numa cópia exata de Bolovax Vik e liberaria lá, as assinaturas genéticas dos bilhões de seus compatriotas. Num estado corpóreo provisório, enquanto Kilowog fosse clonando novos corpos físicos para cada um deles, agradeceram de coração a Kilowog e o saudaram como herói nacional. Contudo, num ataque fulminante de Sinestro, o planeta fora destruído e as consciências de todos foram definitivamente destruídas. Isto jogou Kilowog num estado incontrolável de ira e num desejo mortal de vingança sob justiça própria, contra o ex-Lanterna renegado. Tentou matá-lo diversas vezes, mas em todas foi detido, e levado novamente à consciência.

Vinda Para a Terra

Após os Guardiões do Universo abandonarem Oa, retirando-se com suas esposas zamaronas, Kilowog decidiu seguir para a Terra junto com o grupo de Hal Jordan para presenciar a anunciada evolução dos "escolhidos", prenunciada pelos Guardiões. Nesta época, apaixonou-se pela colega e amiga Arisia, mas não fora correspondido.
Após uma sucessão de decepções, dentre elas ter de aceitar a permanência de Guy Gardner na Terra e sua continuidade em usar o anel, encantou-se com o meio de vida comunista da então União Soviética, já que este era o mais próximo que ele já vira da filosofia de seu planeta natal, e decidiu auxiliar os russos em projetos que, ao seu ver, beneficiariam a humanidade, como o criação do projeto de defesa, a Brigada de Sovietes Supremos. Fez amizade com Josef Denisovich, o Soviete Supremo original e sentiu pesadamente a morte de seu amigo, que teve de enfrentar e matar, após uma luta inevitável. Só aí desencantou-se com o regime comunista.

Morto por Parallax

Na época da catástrofe em Oa, resultado da execução de Sinestro, teve como quase todos os demais Lanternas presentes, seu anel sugado pela Bateria Central. Após um tempo vivendo normalmente na China, foi recrutado novamente por Hal Jordan, para fazer parte de uma nova Tropa de Lanternas Verdes. Após a obsessão de Hal Jordan em adquirir todo o poder da Bateria Central para recuperar sua cidade e as vidas dos 7 milhões de habitantes mortos, lutou bravamente contra Jordan, como todos os demais Lanternas Verdes recrutados por ele mesmo, mas foi derrotado. Novamente investindo contra Jordan, desta vez apenas com a força bruta, sem o anel, morrera incinerado por uma descarga energética do antigo companheiro e amigo.

Seus restos mortais foram encontrados em Oa por Guy Gardner, alguns membros da Liga da Justiça e Arísia, que ficou profundamente abalada ao encontrar o crânio esquelético do amigo. Seus restos foram destruídos junto com o próprio planeta, destruído por Kyle Rayner, a fim de deter Hal Jordan/ Parallax. Posteriormente, Guy Gardner honrou a memória de Kilowog, com uma estátua em seu bar temático, Warrior's. Fora considerado o melhor recrutador e instrutor que a Tropa já teve.

O Primeiro Lanterna Negro?

Kilowog não deixara de existir completamente. Como de costume entre os bolovaxianos, sua alma permaneceu num estado de pós-vida com uma consciência unificada entre si. Após a destruição da Tropa dos Lanternas Verdes e a desestabilização do controle intergaláctico promovido pelos Guardiões, Os Xadai, sobreviventes da destruição impetrada por Hal Jordan/ Parallax se uniram e juntaram-se à magia primitiva de 1000 mundos, para que pudessem criar um veículo de sua ira e sede de vingança; a meta era erradicar todo vestígio de existência de Jordan no universo. O escolhido para ser o algoz deles fora a alma de Kilowog. Nesta época, ele se manifestou como o Lanterna Negro. Com um alfanje como arma, ele perseguiu um suposto filho de Hal Jordan chamado Martin, colocado sob a guarda de Tom Kalmaku. Nesta perseguição, ele enfrentou a Liga da Justiça, Guy Gardner Warrior e Alan Scott, mas encerrava a luta quando Tom e o menino fugiam. Na realidade, o garoto era a energia do antigo anel energético de Hal Jordan que ganhara consciência e se moldara segundo imagens da mente de Jordan e de Kalmaku. 

Por fim, o Lanterna Negro enfrentou o próprio Hal Jordan como Parallax, mas o combate fora interrompido por Tom Kalmaku, utilizando a energia de um anel do poder. Com este poder, Kalmaku tomou temporariamente o poder de Jordan e trouxe novamente a alma de Kilowog à vida, sendo, contudo incapaz de devolver sua forma original. Em seguida, utilizou este poder para reconstruir Oa. Com este processo, toda ira e vingança foram expulsos do interior de Kilowog e ele passou a aguardar pelo surgimento de uma nova Tropa em Oa.

No entanto, o ato de ser ressuscitado teve seu efeito colateral: sua alma foi afastada da coletividade da Uni-mente bolovaxiana. Isto fez com que os Xadai os passassem a perseguir em pesadelos, com a meta de conseguir novamente controlá-lo. Finalmente, eles conseguem derrotar Ganthet e levar novamente Kilowog aprisionado para o Poço das Almas, o equivalente ao "Mundo dos Mortos" na mitologia bolovaxiana. Kyle Rayner atravessa uma fenda dimensional aberta com esforço por Ganthet e encontra o colega sendo engolfado por ondas de demônios e seres xadai. Extremamente poderosos, os seres conseguem derrotar Rayner, mas seu anel energético escorrega de sua mão e vai até a mão de Kilowog. Com o poder extra, seu corpo novamente muda de forma física, voltando a ter de volta sua antiga aparência. Por fim ambos conseguem libertar-se do Poço das Almas e Ganthet lacra a fenda dimensional.

O Renascimento da Tropa dos Lanternas Verdes

Convivendo em Oa desde então, após o renascimento de Hal Jordan e Guy Gardner como Lanternas Verdes, os Guardiões resolvem reorganizar a Tropa e Kilowog ganha novamente seu antigo trabalho de oficial treinador de todos os recrutas.
Quando dois de seus recrutas foram capturados pela Guilda das Aranhas, Kilowog saiu em missão solo para salvá-los. Ele participou da defesa de Oa na invasão da Guilda das Aranhas, dando a seus recrutas instruções sobre como superar o fraqueza do amarelo de seus anéis do poder.
Durante a Crise Infinita, Kilowog e Kyle Rayner atuaram na guerra entre Rann e Thanagar.

Poderes

Como um bolovaxiano, Kilowog naturalmente possui superforça, resistência sobrehumana e ligação com a Uni-Mente bolaxaviana.

Equipamentos

Anel de Poder da Tropa dos Lanternas Verdes: O anel dos Lanternas Verdes permite criar objetos com energia verde que funcionam como suas exatas duplicatas reais,ele na verdade pode transformar vontade em presença, voar a velocidades interplanetárias, traduzir automaticamente cada língua conhecida no universo, cobrir o corpo do usuário com uma aura para proteger-se de ataques e rigores do espaço, fazer análises, detectar outros Lanternas Verdes, projeção astral e fazer o usuário relembrar de fatos esquecidos. 

O anel protege o usuário automaticamente contra dano fatal e é capaz de curá-lo em níveis baixos. O anel também pode reproduzir qualquer poder imaginado. O nível dos poderes do anel é limitado pela força de vontade do usuário e só necessita de ser recarregado a cada 24 horas na bateria-lanterna, ou quando os níveis de energia estão muito baixos. O anel não funcionava contra coisas amarelas, mas depois da crise foi descoberto que os guardiões disseram isso para que os lanternas não acreditassem em poder infinito, Hall Jordan descobriu que apenas o medo impede que o poder funcione. O usuário também deve ter sua força de vontade suficientemente desenvolvida a fim de operar o anel.
Bateria Energética: A bateria do Lanterna Verde é a ligação entre a Bateria Central localizada em Oa e o anel que ele usa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cavaleiro da Lua

O Cavaleiro da Lua (Moon Knight em inglês), é um personagem ficcional das histórias em quadrinhos ou Banda desenhada do Universo Marvel, publicadas pela Marvel Comics. Seu nome verdadeiro é Marc Spector, embora ele se disfarce de outras pessoas para melhor investigar os casos que lhe interessam. Criado por Doug Moench e Don Perlin, ele surgiu primeiramente na revista Werewolf by Night #32 (Agosto de 1975). No Brasil, foi publicado primeiramente pela Rio Gráfica Editora no início dos anos 1980 (revista Almanaque Premiére Marvel), com o nome de Lunar, o Cavaleiro de Prata. Ao passar para a Editora Abril, esta resolveu mudar o nome para Cavaleiro da Lua. A Editora Panini vem publicando a nova fase do Cavaleiro da Lua no Brasil desde o lançamento da revista Marvel Action em Janeiro de 2007. Spector é um dos poucos heróis com origem judaica. Já que seu pai era um rabino checo que fugiu da perseguição aos judeus na Segunda Guerra Mundial. Nascido em Chicago, Illinois, Marc Spector é o filho

Kakashi Hatake

Kakashi é um personagem do mangá Naruto, sendo um dos mais poderosos ninjas da vila oculta da folha (Konoha). Apesar de seu estilo informal e introvertido, valoriza muito a amizade e se torna muito querido pelo personagem principal Naruto após ser seu sensei (mestre). Outro detalhe interessante é que Kakashi sempre está lendos os livros da série Itcha-itcha, escritos por Jiraya.     Kakashi nasceu na vila da folha e é filho de Sakumo Hatake conhecido como “O Canino Branco de Konoha”. Após abandonar uma missão para salvar um amigo, seu pai torna-se um ninja sem honra e se mata, deixando Kakashi sozinho e com um senso de dever inabalável. Aos 15 anos torna-se Jounin (última graduação de um ninja). Em sua primeira missão como líder, juntamente com seu sensei e seus companheiros Rin e Obito Uchiha, eles partem para destruir uma ponte durante a terceira grande guerra ninja. Durante a missão, Rin é sequestrada e no seu resgate Obito é esmagado por uma rocha após

Lanterna Verde - Hal Jordan

Hal Jordan é um super-herói da DC Comics, o segundo a usar o nome "Lanterna Verde" e é indiscutilvemente o mais famoso Lanterna de toda a história. Ele é uma reformulação de um antigo herói dos anos 40, o Lanterna Verde Alan Scott. Ao passo que Alan tinha explicações mais místicas para seus feitos, Jordan tinha aventuras baseadas em ficção-científica. Criado por John Broome e Gil Kane, ele surgiu nas páginas da Showcase #22 (Outubro de 1959) O Lanterna Verde Hal Jordan era um das muitas renovações dos antigos personagens da DC Comics que emergiu durante a Era de Prata dos quadrinhos. Como a maiorias de seus contemporâneos, Jordan tornou-se mais identificável por sua identidade heróica do que as iterações precedentes dos personagens. A controvérsia surgiu entre os leitores de quadrinhos em 1994 quando Hal Jordan tornou-se o supervilão Parallax e foi sucedido como Lanterna Verde por Kyle Rayner. Foi submetido ainda a um grande número de transformações na década de 90,